Networking (a arte do uso da “Rede de Relacionamentos”)

Networking.

O Brasil tem 507 anos de descobrimento de podemos comparar o mercado de trabalho e o mundo corporativo com uma importante descoberta e empreitada. A de Pedro Álvares Cabral, servido e muito bem servido de um importante funcionário chamado Pero Vaz de Caminha que foi encarregado como escrivão de comunicar por escrito a façanha ao rei de Portugal.

“Caminha” conseguiu o cargo por um motivo obvio, tinha um grande diferencial em seu currículo para o mercado de trabalho do século XV, que era ler e escrever.

Seu documento era grande, extenso e explicativo tinha nada mais, nada menos que 7906 palavras. Suficiente para encher 15 pagina de texto. Com detalhes do grande fato que mudaria a história. É texto a pra burro!

Mas para nós trabalhadores do mercado de trabalho atual o ponto mais importante da carta é o ultimo parágrafo. Na verdade esse trecho nada tem a ver com o Brasil.

Mas ele fala:

“Em outra qualquer coisa que de Vosso serviço for, Vossa Alteza há de ser de mim muito bem servida,…”

Aproveitando, em seguida, pede um favor:

“…a Ela peço que, por me fazer singular mercê, mande vir da ilha de São Tomé a Jorge de Osório, meu genro – o que d’Ela receberei em muita mercê.

(São Tomé fica na África, e o pedido é que o enviasse novamente a Lisboa).

Ou seja, aproveitou o fato de estar escrevendo uma carta ao rei para pedir um favor ao seu genro. Esperto pra caramba. E logo em seguida termina dizendo:

“Beijo as mãos de Vossa Alteza. Deste Porto Seguro, da Vossa Ilha de Vera Cruz, hoje, sexta-feira, primeiro dia de maio de 1500”.

Que puxação de saco!

Ou seja, como Caminha demonstrou descaradamente, quem tem contatos, deve aproveitar muito bem. Muita coisa mudou no país ninguém mais gosta de bajulações (a famosa puxação de saco). Muito cara-de-pau esse caminha.

Mas o networking continua funcionando para um bom emprego e uma boa promoção é essencial uma boa rede de relacionamentos.

Reclamaram que nas matérias anteriores, eu estava com uma linguagem muito informal. Fui criticado por usar um coloquial para colocar posicionamentos mais simples de relacionamento e trabalho como freela e corporativo. Portanto nessa matéria fiz um misto de coloquial e formal.

Um abraço.

Thiago Almeida.
Desenvolvimento e design
other works / outros trabalhos[portfolio]

Anúncios

~ por thiagoalmeida em agosto 23, 2007.

Uma resposta to “Networking (a arte do uso da “Rede de Relacionamentos”)”

  1. gostaria de saber sobre cmo o produto age e no cabelo , como adiquirir os produtos, e como aplicar abços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: